segunda-feira, janeiro 28, 2008

* Sou o que não pode ser

Se por acaso alguma coisa em mim fosse verdade, seria ficcional. Eu sou mentira, até que se prove o contrário.


PERECÍVEL

Um dia frio
Tempo estranho
Não saio do quarto
Nem tomo banho
Pereço
Mereço

Quando nasci
Um dia que nunca lembrarei
Fedia
Perecia
Merecia

Dentro de você
Nunca esqueço
Um dia que não teve preço
Deixo-me e adormeço
Inerte acordo
Pereço
Mereço-te

Todo dia pereço
Envelheço
Mereço
Data de validade indefinida
Perecível a vida


São apenas palavras, rabiscadas, inacabadas, vomitadas, não escritas. Devolvo a falta de esperança que tens na vida, lamba, você mesmo, todas essas tuas inúmeras feridas. Tenho muitos anos, tantas milhas navegadas. Nos muitos portos em que já aportei, quase sempre me apaixonei. Tua pouca idade, não te faz novo, apenas tolo e moribundo. Sei. Cantar, não sei, mas canto. Amar, não sei, mas amo. Sou imperfeito, isso também sei. Não há nada para chorar, cansei. Triste es tu, tão velho e não aprendeu a amar.





19 comentários:

Anônimo disse...

Gostei muito do que escreveu. Muito profundo. Também sinto perecer, e isso é muito bom, pq me faz sempre mais viva.

Beijo!

Blog Esponja disse...

Muito bom seu texto.
Legal a forma como escreve.

Parabéns!!

Alinne disse...

Seu blog é incrível, sabe as palavras para descrever um sentimento... Parabéns

Anônimo disse...

contexto bem sentimental, realmente bem encrito,(adorei)

blog disse...

Virou uma postagem neoconcreta, em que o visual e o verbal se fundiram.
Uma volta aos anos 50, camarada, talvez até sem perceber.
E o texto está bacana, apesar do excesso de rimas.
Mas - está na cara! - foi intencional.

pregando disse...

Que profundo legal achei demais

bjooooo

CUIDADO disse...

Se por acaso alguma coisa em mim fosse verdade, seria ficcional. Eu sou mentira, até que se prove o contrário.


-----------------------
que lindas palavras Jan @_@

Beijosssss

february star disse...

legal!bem escrito, parabéns!

Igor disse...

Sinceramente,Muito bom!

maricotO disse...

Bom.. e interessante!
o que fazer de la vita enquanto se vive né.. Pois é... façamos o que der na telha, ainda que imperfeitamente para perecer depois.. o.O

maricotO disse...

Bom.. e interessante!
o que fazer de la vita enquanto se vive né.. Pois é... façamos o que der na telha, ainda que imperfeitamente para perecer depois.. o.O

Fer Pocow disse...

Olha gostei da sua poesia e do lance que você fez com as fotos, ficou bem legal.
Respondendo sua pergunta, olha a idéia com as palavras riscadas, seriam palavras pensadas por mim, que eu não colocaria no texto, mas coloco pra tentar passar ironia. Se dá resultado eu num sei, mas faço isso.

Nério Júnior disse...

Muito bom!Já escreveu um livro?


Nério Júnior ®

Geek Teen. disse...

pra que toda essa depressão kra..........
mas sei lá tmbm.....
tambem tenho momentos tipo esse seu...hehehe.......

comentario da Brinkadeira do orkut

http://teamgeek1604.blogspot.com/

FLOW.....parabéns pelo blog;.....

THIAGO PAULO disse...

nossa.. adorei!! bem legal o post!!
seu blog também e otimo!!!
a mistura de poesia com fotos.. caiu bem!!

abraços..

Geek Teen. disse...

Se interpretei mal peço desculpas....hehe...
espero ter ganho um leitor!?!?!?!
hehehe....

http://teamgeek1604.blogspot.com/

FLOW.......

Geek Teen. disse...

com certeza...........

Plynio Lp disse...

caraca, o texto tem um formato muito massa...
e as fots eram um efeito muito chic..


valew

http://plyniolp.blogspot.com/

Leandro Nisishima disse...

Olá! Vi pelo orkut que você procura por parcerias para o seu blog. Se estiver interessado, tenho um blog sobre animes. O endereço é http://subeteanimes.blogspot.com
Caso se interesse mande um e-mail para nisishimaleandro@msn.com
Só aceito parcerias com troca de links