sábado, março 01, 2008

* E agora Fidel?

Depois de 49 anos à frente do governo cubano, doente, e de forma melancólica, Fidel Castro deixa o poder. Para muitos já vai tarde! Em 1959, quando a Revolução Cubana derrubou o ditador Fulgencio Batista, a acabou com a dominação americana na ilha, que já durava mais de 60 anos, Fidel era considerado um libertador, não só para os cubanos, mas para o mundo todo. Ele era o homem contra a tirania, hoje ele é a tirania. O barbudo tinha o seu charme, e fascinava não só as esquerdas. Corajoso, inteligente, viril (Fidel nunca foi de uma mulher só!), desde cedo se tornou um mito. A história empurrou e Fidel se deixou empurrar para uma das mais longas ditaduras do século XX, adentrando o XXI. Hoje, quase meio século depois Fidel é visto por muitos como um opressor, um ditador.

A recusa dos EUA em aceitar a liberdade da ilha, levou Fidel a se aproximar cada vez mais da URSS, estávamos na Guerra Fria. O fim do bloco soviético, associado ao bloqueio vergonhoso dos Estados Unidos à Cuba tornou a vida na ilha de Fidel quase insuportável. Mesmo assim, Cuba conseguiu dar a volta por cima e nos últimos anos tem sido um dos países que mais crescem no continente americano.

Fidel, depois de conquistado o poder, não chegou a abandonar o sonho da revolução mundial, mas quis consolidá-la primeiro em Cuba. Já Che Guevara, tinha como objetivo estendê-la para o mundo. Além disso, Cuba era pequena demais para os dois grandes homens. Talvez se Che não tivesse morrido, tão novo, teria contribuído para que Cuba tivesse outro caminho, mais democrático. Talvez o poder não tivesse ficado concentrado nas mãos de Fidel. Talvez! Como a história é sempre o que ela foi, e não o que deveria ter sido, a história julgará Fidel, e é esse o julgamento que ele aguarda. A sua saída da chefia de Cuba pode trazer muitas mudanças para a ilha, e espero que sejam todas elas no sentido de uma democratização com a manutenção de certo socialismo. Que os cubanos não percam os benefícios em saúde e educação que dão a ilha um Índice de Desenvolvimento Humano muito mais alto do que o brasileiro. Que a vontade do povo cubano seja feita, e que o povo realmente se liberte e não precise mais perguntar, “E agora Fidel?”

17 comentários:

Siegrfried disse...

Lá se afasta um grande homem!
"Pero que endurecer sin, Perder la ternura Jamás!"
(Che)

Dr. Spock disse...

Cara, que nome de blog é esse?
Abraço...

Gabriel Sioli disse...

Até que enfim ele disse adeus... Será? Acredito que seu irmão, Raul, continuará governando o país como Fidel o fazia.

Abraço e tudo de bom!

Calango Net News disse...

Lógico que Cuba ainda será governada por Fidel. Um exemplo disso é a posse do irmão a presidência. E, Raul irá perguntar sim ao irmão: “E agora Fidel?”

Fidel cresceu e se popularizou no mundo inteiro. Apesar de sua "tirania", Che não chegaria aos pés dele.

Enquanto Fidel viver, Cuba ainda ficará sobre seu domínio. Espero que o país não caia sobre poder de outros e seja devastado, como o continente Africano, os países do Oriente Médio etc. todos os de posse de países de "elite".

Abraço!

http://calangonetnews.blogspot.com/

Calango Net News disse...

Comentando de novo, mas como uma "dica".

Vale a pena ler uma reportagem especial que a Veja fez sobre Che e recentemente de Fidel. Apesar de "detonarem" os personagens da trama, relatam um contexto histórico do país e dos governantes.

Vale a pena ler para aprimorar e ampliar os conhecimentos históricos.

Abraço!

http://calangonetnews.blogspot.com/

Lara Sousa disse...

Eu acho que ja tava na hora mesmo quem sabe só assim cuba se torne um país de verdade
;D

bjO

Lara Sousa disse...

Eu acho que ja tava na hora mesmo quem sabe só assim cuba se torne um país de verdade
;D

bjO

Feänor disse...

Não vou advogar a favor ou contra o regime de Fidel, mas é inegável que estamos em um momento de grandes mudanças para Cuba.

Pensem... A ilha de Fidel possui uma base fenomenal nas áreas de saúde e educação. A inffa-estrutura governamental nestes aspectos é absurda e invejada por muitos.

Agora, creio que Raul já sinalizou que pretende promover uma reabertura gradual de Cuba ao exterior - algo, talvez, similar à transição promovida pela economia chinesa, embora em outros moldes.

Daí, teremos o seguinte: Um país ingressará na grande aldeia global do mundo capitalista, porém com o esteio das bases sólidas de que dispõe.

Fico imaginando o que acontecerá...

Tônia disse...

ja diriam os malas que 'deus eh fidel'

pediu pra sair 02

e por aí vai..

gostei do blog. parabéns

Akicage disse...

Attention!

Lara Sousa disse...

Aii é q tá
eles não são superiores, eles se axam.

bjO

universodesconexo disse...

Viemos aqui para lembrar voce que amanha eh dia de nossa coletiva pela valorizacao da mulher brasileira ! Ja contamos com cerca de 200 pessoas que assim como voce abracaram com carinho essa linda campanha pelas mulheres. Amanha eh dia de luta na blogosfera e contamos com seu apoio.

Se ainda esta sem ideias para seu post, busque inspiracao em nossos blogs pois la voce encontrara varias ideias de abordagem. Se ainda nao for suficiente nos escreva que podemos lhe ajudar sem duvida.

Um forte abraco e amanha fique certo que nos e mais um monte de pessoas estaremos aqui para ler o que voce tem para nos contar !

Meire - http://meiroca.com/2008/02/05/pela-vlorizacao-da-mulher-brasileira/
Lys - http://universodesconexo.wordpress.com/coletiva-pelas-mulheres/

Psicologia Infantil disse...

É..vamos ver no que vai dar...tomara que Cuba tenha chance de se modernizar e que o povo tenha mais liberdade!
Abraço,

Vinicius Santucci Rossini disse...

parabéns pela postagem ... muito boa e "imparcial"...

Fidel se foi mas o castrismo não...
não creio numa mudança absurda e repentina ... Cuba de certo modo ja estava mudando , não gosto nem um pouco do sistema Chines , para mim conseguiu juntar o ruim do capitalismo com o ruim do comunismo , espero que Cuba siga outro caminho ,e quanto ao Fidel... a história irá absolve-lo, como ele mesmo disse , ou não...

José Vitor Rack disse...

o mundo mudou e Fidel envelheceu. final anunciado para algo que estava fadado a acabar, pós fim da URSS.

SINOPSE INACABADA

IDÉIA NOVA

Rafael Zuchi disse...

Engraçado isso né? Eu lendo "A Ilha" numa edição de 83 eu acho, vejo que o homem era tão amado, hoje creio que ainda é mas perdeu muito o seu brilho.

Sou fascinado por Cuba e sua estoria acho que tem tudo pra ser um pais modelo com a entrada do capitalismo.

Marcos Costa Melo disse...

Fidel é um dos grandes personagens do século XX. Ele transcede o papel do governante. É contraditório e polêmico. Gosto de sua história - apesar de achar que ficou muito tempo no poder - e entendo que, sem ele, Cuba não vai resistir às investidas do capital estrangeiro.